Garotas Mortas,

Selva Almada

Uma investigação sobre feminicídio

O livro

Três assassinatos entre centenas que não são suficientes para estampar as manchetes dos jornais ou mobilizar a cobertura dos canais de TV. Três crimes “menores” enquanto a Argentina celebrava o retorno da democracia. Três mortes sem culpado. Com o tempo, essas histórias se convertem em uma obsessão particular da autora, o que a leva a uma investigação bastante atípica. A prosa cristalina de Selva Almada mostra como as violências diárias contra meninas e mulheres acabam fazendo parte de algo considerado “normal”. Com este livro, a autora desbrava novos caminhos para a não ficção latino-americana.

Por que publicamos

Um dos grandes nomes da literatura argentina contemporânea, Selva Almada investiga três casos de feminicídio em seu país na década de 1980. E mostra que a situação não mudou com o tempo.

A autora

Selva Almada nasceu em Entre Ríos, Argentina, em 1973. Vem sendo considerada pelos leitores e pela melhor crítica uma das grandes revelações da literatura latino-americana. Tem romances e livros de contos publicados, entre eles o romance O vento que arrasa, editado no Brasil pela Cosac Naify em 2015.

GÊNERO Não ficção estrangeira
TRADUÇÃO Sérgio Molina
CAPA Julia Masagão
FORMATO 14x21x1,1 cm
PÁGINAS 128 PESO 0,185 kg
ISBN 978-85-93828-74-4
ANO DE LANÇAMENTO 2018

O que estão falando sobre o livro

“Uma voz potente que nasce das páginas de Juan Carlos Onetti e, também, de William Faulkner e Erskine Caldwell.”
Cristián Alarcón, caderno Babelia, El País

“Garotas mortas é literatura em estado de graça.”
Luisgé Martín, caderno Babelia, El País

Full Squad