Essa dama bate bué,

Yara Nakahanda Monteiro

Um romance sobre sexualidade, raça, identidade e passado colonial

O livro

Uma história eletrizante e cheia de colorido, mas com sombras de um passado incerto e movediço. A poucos meses do seu casamento, Vitória foge para Angola, à procura da mãe e da sua identidade — pessoal, racial, cultural e até sexual. Desembarca numa Luanda — terra de contrastes sociais gritantes, em que o automóvel importado desfila ao lado das cenas mais medonhas de fome. Um lugar em que tragédia e comédia parecem ter seus limites embaralhados, uma cidade em que “tudo mata”. ESSA DAMA BATE BUÉ é uma história de amor e também de guerra, um conto contemporâneo que lida com o passado, um chamado à independência das mulheres como seres políticos. E de seus próprios corpos em busca de liberdade.

Por que publicamos

Um romance leve e inteligente por uma das novas vozes da literatura de língua portuguesa.

A autora

Yara Nakahanda Monteiro nasceu em Angola, em 1979, e mudou-se para Portugal aos dois anos de idade. Já viveu em várias cidades, como Rio de Janeiro, Luanda, Londres, Copenhague e Atenas. Poeta e ficcionista, é comentadora do programa radiofônico Avenida Marginal, da RDP África.

GÊNERO Ficção estrangeira
CAPA Julia Custodio
FORMATO 13,5 × 20,8 × 1,3 cm
PÁGINAS 200 PESO 0,270 kg
ISBN 978-65-5692-192-1
ANO DE LANÇAMENTO 2021
doo.is