Um outro Brooklyn,

Jacqueline Woodson

Um romance sobre uma amizade poderosa entre quatro jovens mulheres

O livro

A história de Augusta começa em 1973, quando ela se muda para o Brooklyn — um enclave multicultural de Nova York com uma dinâmica comunidade afro-americana. Lá, ela descobre o poder e o conforto da amizade feminina, enfrentando a transição da adolescência para a vida adulta. Para Augusta e suas três amigas — Sylvia, Angela e Gigi — o Brooklyn era um lugar onde garotas bonitas, talentosas, alegres e brilhantes pareciam enxergar um futuro luminoso. Mas sob o verniz da esperança havia um outro Brooklyn, um lugar verdadeiramente perigoso em que homens mais velhos procuravam meninas em corredores escuros de prédios populares, fantasmas assombravam à noite e mães desapareciam de um dia para outro.

Por que publicamos

Um romance sobre uma amizade poderosa que uniu a vida de quatro jovens mulheres.

A autora

Jacqueline Woodson nasceu em 1963 em Ohio, nos Estados Unidos. É uma das mais premiadas autoras norte-americanas da atualidade, com livros para crianças e adolescentes, além de romances destinados a leitores adultos.

trecho

Trecho do livro

Naquele ano, todas as canções faziam referência a algo de nossa história. Amontoávamo-nos ao redor do radinho no quarto de Sylvia e ouvíamos. Quando a mãe de Gigi não estava em casa, íamos para lá depois da aula, esperávamos enquanto Gigi abria a porta com a chave que usava pendurada no pescoço. Não havia sofá na quitinete, então nos sentávamos no chão ao redor de seu toca-discos Close ‘N Play — o volume baixo. Inclinávamo-nos para ouvir enquanto Al Green nos pede para deitarmos nossas cabeças no travesseiro e Tavares nos pedia que nos lembrasse do que havia dito para esquecer. E Minnie Riperton e Sylvia atingiam notas tão altas e l [leia mais]

GÊNERO Ficção estrangeira
TRADUÇÃO Stephanie Borges
CAPA Julio Dui
FORMATO 13,5 × 20,8 × 1,1 cm
PÁGINAS 120 PESO 0,189 kg
ISBN 978-65-5114-007-5
ANO DE LANÇAMENTO 2020

O que estão falando sobre o livro

“Um painel vívido sobre o que significava para um jovem afro-americano crescer no Brooklyn dos anos 1970”
Publishers Weekly

“Jacqueline Woodson usa sua experiência em retratar as vidas das crianças para explorar a força da memória, morte e amizade.”
Los Angeles Times Book Review

“A autora evoca aquilo que não pode ser documentado, sugere o que não pode ser dito. Um outro Brooklyn é o outro nome para poesia.”
Washington Post

doo.is