Diários — 1909-1923,

Franz Kafka

Um dos maiores monumentos literários do século 20 finalmente recebe uma edição integral no Brasil

O livro

Tudo para Kafka era metabolizado em literatura. A prova disso são estes DIÁRIOS, um dos monumentos literários do século 20 traduzido integralmente pela primeira vez no Brasil por Sergio Tellaroli. São páginas assombrosas. Datado de 1909 a 1923, os DIÁRIOS abrem uma porta não apenas para o homem de carne e osso que foi Franz Kafka. Apresentam também o percurso através da mente brilhante e algo torturada de um artista sem rivais. Das caminhadas por Praga às idas ao teatro, da relação tempestuosa com sua herança religiosa à sua visão da Primeira Guerra — cada página oferece uma jornada pela luta pessoal de um homem em busca de si mesmo.

Por que publicamos

Este volume, que segue as edições mais completas dos registros pessoais do autor, disponibiliza pela primeira vez uma reconstrução abrangente das entradas dos DIÁRIOS e fornece novo conteúdo substancial, incluindo detalhes, nomes, obras literárias e passagens de natureza sexual que foram omitidas nas primeiras edições.

O autor

Franz Kafka nasceu em Praga, em 1883, e morreu em 1924 no sanatório de Kierling, nos arredores de Viena. É autor de obras-primas da literatura universal, como A METAMORFOSE, O PROCESSO, NA COLÔNIA PENAL, O CASTELO, entre outras.

trecho

Trecho do livro

Quero ir-me embora, subir a escada às cambalhotas, se preciso for. Do grupo reunido, espero tudo que me falta, sobretudo a organização de minhas forças, às quais não basta essa possibilidade única e extrema que constitui a do solteiro na rua. Este já se contenta em resistir com seu físico decerto miserável, mas firme, em preservar suas duas ou três refeições, em evitar a influência de outras pessoas, em suma, em reter tudo que pode do mundo que se desfaz. Aquilo que perde, ele busca recuperar com violência, mesmo que então se apresente modificado, debilitado, semelhante apenas em aparência à propriedade perdida (como ocorre na maior [leia mais]

GÊNERO Não ficção
TRADUÇÃO Sergio Tellaroli
CAPA Tom Gauld
FORMATO 15,7 × 23,0 × 3,2 cm
PÁGINAS 576 PESO 0,900 kg
ISBN 978-65-5692-129-7
ANO DE LANÇAMENTO 2021

veja também

doo.is