Os anos felizes,

Ricardo Piglia

Jornada inteligente e cheia de anedotas sobre a literatura latino-americana das décadas de 1960 e 1970

O livro

Em OS ANOS FELIZES, Ricardo Piglia escreve sobre o período de 1968 a 1975. Se no volume anterior, ANOS DE FORMAÇÃO, assistimos aos primeiros e decisivos passos do escritor iniciante, aqui sua carreira já se desenvolve a pleno vapor no mundo da literatura argentina. Renzi torna-se “Piglia”, e sua obsessão pela literatura materializa-se em ideias e esboços de histórias e romances, leituras, encontros com escritores consagrados e colegas de geração. Aparecem ainda as viagens, a vida íntima e amorosa, a Argentina daqueles anos convulsivos: a morte de Perón, o surgimento dos grupos guerrilheiros, o golpe militar que esfacelaria o mundo intelectual de Buenos Aires.

Por que publicamos

O segundo volume dos diários de Emilio Renzi, alter ego de Ricardo Piglia, oferece uma jornada inteligente e cheia de anedotas sobre a literatura latino-americana das décadas de 1960 e 1970.

O autor

Ricardo Piglia nasceu em Adrogué, na Argentina, em 1941. Ficcionista e crítico, é autor de RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL, um dos maiores romances latino-americanos do século XX, e foi professor emérito da Universidade de Princeton. Morreu em Buenos Aires, em janeiro de 2017. Dele a Todavia já publicou ANOS DE FORMAÇÃO, o primeiro volume de sua trilogia de diários de Emilio Renzi.

trecho

Trecho do livro

A vida não se divide em capítulos, disse Emilio Renzi ao barman do El Cervatillo naquela tarde, com os cotovelos apoiados no balcão, em pé diante do espelho e das garrafas de uísque, vodca e tequila que se alinhavam nas prateleiras do bar. Sempre me intrigou o modo irreal mas matemático em que ordenamos os dias, disse. O próprio calendário já é uma prisão insensata sobre a experiência porque impõe uma ordem cronológica a uma duração que flui sem critério algum. O calendário aprisiona os dias, e é provável que essa mania classificatória tenha influenciado a moral dos homens, disse Renzi sorrindo para o barman. Falo por mim, disse, qu [leia mais]

GÊNERO Não ficção estrangeira
TRADUÇÃO Sérgio Molina
CAPA Pedro Inoue
FORMATO 16x23x3,0 cm
PÁGINAS 464 PESO 0,735 kg
ISBN 978-65-80309-01-6
ANO DE LANÇAMENTO 2019

O que estão falando sobre o livro

“Desde Jorge Luis Borges nunca tinha visto alguém tão inteligente e tão pouco orgulhoso de tudo o que sabia.”
Juan Cruz, El País

“O ponto culminante de uma obra literária.”
Patricio Pron

“Um portento.”
Leila Guerriero

Full Squad