Pequena enciclopédia de seres comuns,

Maria Esther Maciel

Uma simpática enciclopédia, escrita com erudição e ironia, que reúne seres reais e imaginários

O livro

Marias, joões, viúvas e seres híbridos, tanto reais quanto imaginários, protagonizam os verbetes deste breviário de Maria Esther Maciel ilustrado por Julia Panadés. Trata-se de uma enciclopédia idiossincrática e calcada numa mistura única de observação poética e imaginação luxuriante. Seguindo a linhagem de escritores como Marcel Schwob, Jorge Luis Borges e Italo Calvino, a autora mistura (com ironia e sapiência) a pesquisa com o comentário apócrifo, a criação literária com o pastiche da escrita científica. Uma mistura, em igual medida, de biologia e poesia.

Por que publicamos

Um livro em que a criação literária corre de mãos dadas com os antigos manuais naturalistas. Este é um passeio — literário, ecológico, fantástico — pela sensibilidade de uma das mais engenhosas escritoras brasileiras contemporâneas.

A autora

Maria Esther Maciel nasceu em Patos de Minas (MG), em 1963. É poeta, ensaísta e ficcionista. É professora colaboradora da Unicamp e pesquisadora do CNPq. Vive em Belo Horizonte.

trecho

Trecho do livro

MARIA-BARULHENTA (Euscarthmus meloryphus): É uma ave que pula alto e dança sobre as árvores. Sua cor é de um marrom quase laranja, com partes claras. Tem bico fino, bochechas castanhas e cauda levemente arredondada. Os olhos de canela, envolvidos num leve amarelo, enxergam o que não vemos durante o outono. Alimenta-se de insetos que captura nas folhagens ao rés do solo. Seus ninhos são frágeis e quase caem quando venta muito. Põe sempre dois ovos esbranquiçados, com pequenos pontos lilases. Seu canto obsessivo soa como um ruído, e se torna um aviso aos que prestam atenção nos sentidos que traz implícitos. Ela faz do corpo o seu próp [leia mais]

GÊNERO Ficção brasileira
CAPA Flávia Castanheira
PÁGINAS 13,5 × 20,8× 1,0 cm PESO 0,160 kg
ISBN 978-65-5692-133-4
ANO DE LANÇAMENTO 2021
doo.is