República luminosa,

Andrés Barba

Um romance angustiante e grandioso a respeito de infância e violência

O livro

O aparecimento de crianças violentas de origem desconhecida perturba – e subverte – a vida de San Cristóbal, uma cidade encravada entre a selva e o rio. Vinte anos depois, uma das testemunhas revisita o episódio numa crônica recheada de fatos, evidências e especulações sobre como a cidade foi forçada a reformular sua ideia de ordem, além da própria noção de infância. Como ecos de autores como Joseph Conrad (CORAÇÃO DAS TREVAS) e William Golding (O SENHOR DAS MOSCAS), e num texto depurado e conciso que só amplifica o terror provocado pelos episódios narrados, o espanhol Andrés Barba constrói neste romance uma história exemplar sobre infância e medo, terror e violência social.

Por que publicamos

Um dos autores de maior destaque da nova literatura espanhola, Andrés Barba escreveu um livro angustiante e grandioso a respeito de infância e violência.

O autor

Andrés Barba nasceu em Madri, em 1975. Ficcionista, poeta, ensaísta, fotógrafo e autor de livros infantis, foi escolhido em 2010 pela revista Granta como um dos melhores escritores jovens de língua espanhola. Em 2017, venceu o Prêmio Herralde com este REPÚBLICA LUMINOSA.

GÊNERO Ficção estrangeira
TRADUÇÃO Antônio Xerxenesky
CAPA Luciana Facchini
FORMATO 14x21x1,1cm
PÁGINAS 160 PESO 0,250kg
ISBN 978-85-88808-44-7
ANO DE LANÇAMENTO 2018

O que estão falando sobre o livro

“Um romance deslumbrante sobre tudo o que há para aprender sobre a infância.”
Pagina/12

“Barba é o antídoto mais eficaz contra nossa reverência social diante do mito da inocência e da pureza infantis.”
Financial Times

Full Squad