Ponto-final,

Marcos Nobre

Uma análise sóbria, cristalina e a quente do terremoto político que tomou conta do Brasil

O livro

Segundo o autor, a pandemia acentuou o traço decisivo do governo Bolsonaro: a política de guerra, em que o adversário político se torna um inimigo a ser exterminado. Em sua cruzada autoritária, o atual governante visa nada menos que a destruição da democracia. Como foi possível a eleição de um líder assim? Que tipo de governo ele conduziu até a chegada da Covid-19? O que a pandemia significou para a maneira de fazer política que ele instaurou? Com lucidez e sobriedade, Nobre responde a essas e outras questões. Seu texto é um chamado ao diálogo. “A raiva desmensurada que desperta o escárnio presidencial pela vida precisa encontrar a sua devida canalização institucional democrática”, lembra.

Por que publicamos

Criada e produzida durante a pandemia de Covid-19, a COLEÇÃO 2020 — ENSAIOS SOBRE A PANDEMIA reúne autores e autoras que se dedicaram a refletir e a provocar o pensamento em livros breves, atuais e contundentes.

O autor

Marcos Nobre é professor do Departamento de Filosofia da Unicamp e presidente do Cebrap. É autor de “Lukács e os limites da reificação”, “A dialética negativa de Theodor W. Adorno”, “A teoria crítica”, “Imobilismo em movimento”, entre outros livros. Pela Todavia, publicou COMO NASCE O NOVO (2018).

trecho

Trecho do livro

Entender Bolsonaro como um político movido pela racionalidade própria da política exige tentar entendê-lo nos termos da política da guerra e da morte que o guia. Exige tentar entender como a própria política virou guerra, como foi possível a eleição de Bolsonaro, que tipo de governo ele liderou até a chegada da Covid-19 ao país e o que a pandemia significou para a maneira de fazer política que ele instaurou. A ideia é apresentar um quadro o mais complexo possível na resposta a essas muitas perguntas.

GÊNERO Não ficção brasileira
CAPA Editora Todavia
PÁGINAS 80 PESO 0,125 kg
ISBN 978-65-5692-026-9
ANO DE LANÇAMENTO 2020
doo.is