A tortura,

Henri Alleg

Um dos capítulos mais vergonhosos do colonialismo europeu

O livro

Diretor do principal jornal de oposição ao regime colonialista francês na Argélia, Henri Alleg foi levado à força para um centro de torturas, onde sofre nas mãos dos franceses. Depois, na solitária, teve de se habituar ao som do horror. Com um texto preciso, o autor relata a brutalidade de uma época em que a prática da tortura era comum, além de denunciar o tratamento que os maus políticos dispensam à imprensa.

Por que publicamos

Texto fundamental sobre um dos capítulos mais vergonhosos do colonialismo europeu.

O autor

Henri Alleg nasceu em Londres em 1921. Depois da publicação deste livro em 1958, ganhou reconhecimento por sua posição firme contra a tortura. Morreu em 2013, em Paris.

GÊNERO Não ficção estrangeira
TRADUÇÃO Samuel Titan Jr
CAPA Renata Mein e Elohim Barros
FORMATO 13,5 × 20,8 × 0,8 cm
PÁGINAS 80 PESO 0,130kg
ISBN 978-65-5114-002-0
ANO DE LANÇAMENTO 2020
doo.is