Bem-vindos ao parque TUPINILÂNDIA

5 curiosidades sobre o livro de Samir Machado de Machado

Samir Machado de Machado nasceu no início dos anos 1980 e, assim como outras crianças da época, teve a sua infância marcada por dinossauros, revistas do Pato Donald e bala Soft. Para escrever TUPINILÂNDIA, embarcou em uma máquina do tempo e passou dois anos pesquisando referências sobre aquela década. Durante o processo, leu sobre assuntos que iam desde ditadura militar, campos de concentração indígenas e política aos brinquedos mais amados da época. 

Depois de um papo com autor, selecionamos 5 curiosidades sobre o livro:

 

1. O chocolate Surpresa
A descrição dos dinossauros do parque TUPINILÂNDIA segue as cores e características dos dinossauros das cartelas do chocolate Surpresa, sucesso dos anos 1980. 

 

2. A nostalgia dos brinquedos
Os brinquedos mais queridos dos anos 1980 também estão presentes no livro. Os saudosistas de Atari 2600, dos bonequinhos de Guerra das estrelas, da Barbie e da Susi vão ficar ainda mais nostálgicos. Durante a pesquisa, Samir também deu às marcas mais populares da década, como Gradiente, Grow e Estrela, um lugar de destaque: são patrocinadoras dos brinquedos do parque. 

 

3. As cidades utópicas planejadas
As cidades utópicas planejadas serviram de inspiração para a criação de TUPINILÂNDIA.  A história de Fordlândia, criada por Henry Ford nos anos 1920, foi uma das que chamou a atenção de Samir. A cidade paraense buscava manter o estilo americano em plena selva amazônica.

 

4. A moeda local
A moeda de TUPINILÂNDIA foi inspirada em uma situação real da política brasileira. Para entrar no parque, os turistas precisam trocar os seus cruzeiros na chegada e adquirir as tupiniletas. Inspiradas nas brizoletas, espécie de moeda gaúcha criada por Leonel Brizola, o dinheiro fictício tem cédulas com personagens dos quadrinhos do parque.

 

5. As brincadeiras literárias
A nostalgia também aparece em referências literárias. O autor fez uma homenagem aos livros que marcaram a sua infância: Lúcia já vou indo – primeira obra lida pelo autor na escola –, O Urso com música na barriga e As aventuras do avião vermelho são alguns dos clássicos que também serviram de inspiração para os nomes dos brinquedos do parque.


autores relacionados

Full Squad