Tupinilândia,

Samir Machado de Machado

Aventura literária pelo passado recente do Brasil

O livro

No início dos anos 1980, com o Brasil rumando para a abertura política, um industrialista constrói em segredo um parque de diversões. Batizado de Tupinilândia, funcionaria como uma celebração do nacionalismo e da nova democracia que se aproximava. Todavia, durante um fim de semana em que se testavam as operações do parque, um grupo de militares invade o lugar e faz funcionários e visitantes de reféns. Duas décadas depois, um arqueólogo obcecado pelo mito de Tupinilândia, chega com sua equipe e descobre um terrível segredo. A partir daí as duas pontas do romance se unem numa aventura literária pelo passado recente do Brasil e pela memória dos anos 1980.

Por que publicamos

O autor vira de ponta-cabeça os clichês dos romances de aventura e ação, e reflete sobre temas como nostalgia, memória e nacionalismo.

O autor

Nasceu em Porto Alegre, em 1981. É escritor, roteirista, designer gráfico e um dos criadores da Não Editora. É autor de O PROFESSOR DE BOTÂNICA, QUATRO SOLDADOS e HOMENS ELEGANTES, este último vencedor do prêmio Açorianos de melhor romance. TUPINILÂNDIA é seu primeiro livro publicado pela Todavia.

trecho

Trecho do livro

Dona Lyda era considerada por seus colegas de trabalho uma pessoa sensível, bem-humorada e senhora de uma capacidade prodigiosa para detalhes – motivo que a fazia ser tida como a memória viva do escritório. Aos dezesseis anos, sua mãe lhe dera alguns trocados para o almoço e quatrocentos réis para a passagem na barca de Niterói, prestes a começar num emprego novo que seria o mesmo lugar onde, quarenta anos depois, continuava trabalhando: a sede carioca da Ordem dos Advogados do Brasil. Naquele início de tarde de agosto, estava a três meses de completar sessenta anos, e por muito tempo adiara a ideia de se aposentar. Não podia conceb [leia mais]

GÊNERO ficção
CAPA Kako
FORMATO 16x23x2,6 cm
PÁGINAS 448+mapa PESO 0,710 kg
ISBN 978-85-93828-86-7
ANO DE LANÇAMENTO 2018
Full Squad